4 dicas que todo pai de primeira viagem precisa saber

4 minutos para ler

Ser pai de primeira viagem é uma grande alegria e também uma jornada de grandes aprendizados. Enquanto a mãe já vive muitas transformações na gestação, o futuro papai só vai interagir intensamente com o filho depois do nascimento.

É claro que, quando ele está cuidando a mãe, seu filho também está sendo beneficiado. E todos os carinhos e conversas ao pé da barriga geram uma conexão incrível, mas será depois do nascimento que ele vai, efetivamente, lidar com os cuidados do bebê.

Então, quais são as melhores dicas — práticas e comportamentais — para o pai de primeira viagem? Fizemos uma lista essencial neste post para você. Confira.

1. Participe do processo de alimentação do bebê desde o primeiro dia

Mesmo os pais que fazem cursos preparatórios para o nascimento do bebê ou mesmo aqueles que são pediatras de formação ficam na dúvida em como podem contribuir no processo de alimentação do bebê, especialmente durante a amamentação exclusiva.

Algumas dicas práticas podem ser adotadas, como: buscar o bebê no berço para que a mamãe amamente, segurar o filho na posição vertical depois da mamada para que ele arrote, anotar o horário das mamadas e o tempo de sucção, oferecer água para que a mãe esteja sempre hidratada etc.

Você também pode observar a qualidade da alimentação da mãe, observar o comportamento do bebê durante e depois das mamadas para tirar dúvidas com os pediatras. Ou seja, seus cuidados e olhar atento podem ajudar muito!

2. Aprenda técnicas para acalmar o bebê

As temidas cólicas podem aparecer com o tempo, assim como outras condições de saúde comuns dessa fase que deixam o bebê irritado. É preciso entender que seu filho não entende nada que está acontecendo com o corpo dele, tudo desse novo mundo é uma novidade difícil de lidar.

Porém, a figura paterna, técnicas e massagens de relaxamento podem ajudar a acalmar o bebê e criar um vínculo de confiança. A voz tranquila e serena do pai, inclusive, é essencial em qualquer um desses métodos.

Enrolar o bebê em uma manta ou cobertor com um aperto aconchegante pode acalmá-lo pela sensação de segurança, assim como barulhos repetitivos como chiados também podem ser muito eficientes.

Para as cólicas, colocar o bebê deitado de barriga no antebraço pode ser muito eficiente, e se tiver uma compressa para cólicas entre a barriguinha e sua mão, melhor ainda! E você também pode fazer um curso de Shantala para aprender a técnica milenar indiana de massagem em bebês, que tal?

3. Saiba como cuidar da higiene do bebê

Os cuidados com a higiene do bebê são muito importantes, saber trocar a fralda não é o suficiente! A rotina do banho, por exemplo, envolve fechar as janelas para não ter corrente de ar, saber definir a temperatura da água, separar os produtos que podem ser usados no bebê e claro, não esquecer a toalha para secá-lo assim que sair do banho, e claro, dar o banho todos os dias, pode criar ainda mais sintonia entre papai e bebê.

Tudo isso precisa ser feito em uma perfeita sincronia. Ah, você também pode separar as roupas, toalha, toalha fralda e outros itens do enxoval do bebê para lavá-los adequadamente, já que o ideal é lavar esses itens com sabão de coco ou neutros.

4. Seja um pai de primeira viagem especialista em alguma etapa dos cuidados

Aos poucos, você dominará essas atividades, gostará mais de umas do que outras. O banho, por exemplo, pode virar uma diversão com muitos sorrisos e brincadeiras.

Os cuidados com o filho são máquinas de produção de momentos para ficar na memória, por isso, aproveite para se especializar em um deles. Você pode ser o mestre das papinhas ou o perito na lavagem da roupa do bebê. Acredite, isso vai ser motivo de orgulho e até seus pais vão se surpreender com sua desenvoltura.

Aliás, por falar neles, quando surge um pai de primeira viagem, também podem surgir avós do primeiro netinho, não é mesmo?

Então, adivinha: temos dicas para eles também. Leia e indique esta leitura imperdível para os avós de primeira viagem.

Posts relacionados

Deixe um comentário