3º trimestre de gravidez: o que você deve saber nessa fase da gestação

5 minutos para ler

Finalmente, chegamos à reta final. O 3º trimestre de gravidez compreende o período que vai da 28ª até a 40ª semana da gestação. Muitas transformações ocorrem nessa fase, tanto no corpo da futura mamãe quanto no bebê. Na mulher, o crescimento da barriga exigirá o uso de roupas mais confortáveis e o aumento das mamas também será mais pronunciado.

Para o bebê, é nessa fase final que ele ganha peso, se fortalece e completa o seu desenvolvimento. Vamos ver com mais detalhes como isso acontece, além de entender os cuidados necessários nessa fase e já pensar em como montar a mala do bebê e da mamãe para a maternidade. Confira!

Qual a importância dessa fase final para o desenvolvimento do bebê?

Ao entrar no 3º trimestre, o bebê já tem quase todos os órgãos prontos para quando sair do útero da mãe. Vai desenvolver, principalmente, o cérebro, os pulmões, o sistema cardíaco e o sistema imunológico. No começo desse período, o bebê pesa cerca de 1,8 kg e vai chegar ao fim dele com aproximadamente 3 kg.

É nessa fase também que ele inicia o ciclo sono-vigília, de forma que a mamãe poderá notar os períodos em que ele está mais agitado e os momentos em que está dormindo tranquilo. Nas últimas cinco semanas ele já terá a temperatura corporal controlada e toda a rede neural formada. Assim, dá para perceber como esse período é importante para completar o desenvolvimento do bebê, não?

Quais são os cuidados essenciais na fase final da gestação?

Conforme a gestação avança, é importante que a futura mamãe comece a ter uma rotina mais tranquila, evitando o excesso de stress, que pode, inclusive, colaborar para reduzir a quantidade de líquido amniótico e trazer complicações à gravidez.

Aqui, cuidar da saúde mental é tão importante quanto os cuidados com o corpo. Nesse ponto, a mulher já costuma estar mais cansada, pesada, com dificuldade para encontrar uma posição confortável para dormir e, por vezes, com dores — nas pernas, nas costas e com pontadas na vagina. Além do cansaço físico ser maior, a ansiedade pelo proximidade do parto se intensifica e, por isso, manter a mente ocupada e equilibrada é tão importante. Ioga, massagem relaxante e meditação podem ser ótimas opções para aliviar isso tudo.

Por isso, é importante balancear bem os momentos de repouso e manter, ainda que em ritmo moderado, os exercícios físicos, especialmente caminhadas ao ar livre, que são ótimas tanto para o corpo quanto para a mente. Para as dores, uma massagem bem suave na lombar e um banho morno podem ajudar.

Nessa fase, o contato com seu médico também vai se intensificar, e ele deve pedir mais alguns exames, como obstétrico 3D/4D, perfil biofísico fetal, cardiotocografia (CTG) e swab perianal e vaginal para pesquisa de estreptococo B.

Como montar a mala da maternidade do bebê e da mamãe?

Finalmente, chegou a hora de pensar no grande momento e no que levar para a maternidade, tanto para o bebê quanto para a mamãe. Por isso, vamos ver quais são os itens essenciais para esse momento.

Para o bebê, faça pelo menos 4 trocas completas de roupas. Já deixe os saquinhos de tule separados, cada um com: 1 body manga comprida, uma calça, 1 macacão (tricô ou algodão), 1 manta, 2 fraldas RN, meia, sapatinho, luvinha e touca ou lacinho. Inclua bodies, calcinhas, macacões e meias extras, além de fraldinhas de boca, de ombro, cobertores, toalha para banho e toalha fralda, além dos itens de higiene, sabonete líquido da cabeça aos pés próprio para recém-nascido, cotonetes, álcool 70%, algodão, pomada para assadura e saquinho de roupa suja.

Já a mamãe precisará de camisolas e/ou pijamas, hobby ou roupão, calcinhas confortáveis, sutiãs para amamentação, absorventes para os seios, chinelo de quarto, roupa para a saída da maternidade e kit de higiene pessoal, incluindo absorventes noturnos ou calcinhas próprias para pós-parto, que são super práticas.

Além disso tudo, é hora de providenciar os mimos, como lembrancinhas de maternidade e enfeite para a porta do quarto com o nome do bebê.

Lembre-se de que será preciso fazer a certidão de nascimento quando o bebê nascer. É fundamental checar também toda a documentação da mãe e do pai: RG ou outro documento válido, carteirinha do plano de saúde, autorização do plano de saúde.

Com isso, você está preparada para passar pelo 3º trimestre de gravidez e dar as boas vindas, com muita alegria, ao novo membro da família. Não se esqueça de cuidar de você também. Para conseguir cuidar bem do seu bebê, é preciso primeiro estar bem. Os primeiros dias podem ser difíceis, por isso conte com a ajuda de amigos e familiares.

Aproveite para continuar sua leitura e veja nosso artigo mais detalhado sobre o que levar na mala de maternidade.

Posts relacionados

Deixe um comentário